Guia para os cuidados críticos de pacientes adultos graves com coronavírus (COVID-19) nas Américas (versão longa).

Este documento inclui os resultados de um processo de adaptação rápida de guias. As informações incluídas neste guia refletem as evidências na data publicada no documento. As recomendações se basearam nas evidências disponíveis e em sua qualidade (metodologia GRADE) quando o guia foi publicado. No entanto, reconhecendo que existem numerosos ensaios clínicos em andamento, a OPAS atualizará periodicamente essas revisões e respectivas recomendações.

Acesse aqui o documento

Plataforma clínica global para a COVID-19 com módulo de gravidez – CRF-P, versão 8 de abril de 2020, revisou 13 de julho de 2020

Em resposta à pandemia de COVID-19, a Organização Mundial da Saúde (OMS) lançou uma plataforma de informações clínicas anonimizadas (a “Plataforma de Dados COVID-19”) para que os Estados Partes do Regulamento Sanitário Internacional (RSI) (2005) possam compartilhar dados clínicos anonimizados com a OMS, relativos aos pacientes com suspeita ou confirmação de infecção por SARS-CoV-2 (coletivamente “dados anonimizados da COVID-19”). Os dados anonimizados da COVID-19 recebidos pela OMS continuarão sendo de propriedade da Entidade contribuidora e serão usados pela OMS para fins de verificação, avaliação e assistência de acordo com o RSI (2005), inclusive para informar as respostas da saúde pública e operação clínica relacionadas ao surto de COVID-19. No intuito de ajudar a alcançar esses objetivos, a OMS definiu um Grupo de Assessoria Clínica para aconselhar a OMS a respeito das notificações e análises globais dos dados clínicos de COVID-19.

Acesse o documento aqui

Guia para os cuidados críticos de pacientes adultos graves com coronavírus (COVID-19) nas Américas (versão curta).

Este documento inclui os resultados de um processo de adaptação rápida de guias. As informações incluídas neste guia refletem as evidências na data publicada no documento. As recomendações se basearam nas evidências disponíveis e em sua qualidade (metodologia GRADE) quando o guia foi publicado. No entanto, reconhecendo que existem numerosos ensaios clínicos em andamento, a OPAS atualizará periodicamente essas revisões e respectivas recomendações. OBJETIVO E POPULAÇÃO-ALVO: Este guia de prática clínica foi desenvolvido com o objetivo de fornecer recomendações para o tratamento de pacientes adultos críticos com COVID-19 atendidos na UTI. A população-alvo é composta por pacientes adultos críticos com suspeita ou confirmação diagnóstica de COVID-19. Segundo a OMS, define-se como caso complicado o paciente que precisa de suporte ventilatório e/ou vigilância/tratamento na UTI, e que apresenta as seguintes características: (OMS, 2020). • FiO2/ PO2 ≤250 ou 2. • Radiografia de tórax com infiltrado bilateral esparso. • Frequência respiratória ≥30 ou saturação ≤90%. ESCOPO E USUÁRIOS: Este guia de prática clínica fornece recomendações baseadas em evidências para o controle de infecção, coleta de amostras, cuidados de suporte, tratamento medicamentoso e prevenção de complicações. As recomendações são dirigidas a todos os profissionais de saúde que atendem os pacientes no serviço de urgência/emergência e na unidade de terapia intensiva (UTI) (médicos com especialidade em medicina de urgência, pneumologia, medicina intensiva, clínica médica, anestesiologia, infectologia, fisioterapeutas respiratórios, enfermeiros e farmacêuticos). O guia deve ser usado por tomadores de decisão e membros de entidades governamentais relacionados com o tratamento de pacientes com COVID-19 em UTI na região das Américas. Este guia não incluirá aspectos relacionados com a nutrição, fisioterapia (exceto fisioterapia respiratória) e tratamento de complicações.

Acesse aqui o documento

Corticosteroides para COVID-19. Orientação provisória. 2 de setembro de 2020

Questão clínica: Qual é o papel dos corticosteroides sistêmicos no tratamento de pacientes com COVID-19? Público-alvo: O público-alvo consiste principalmente de médicos, seguido por tomadores de decisão na área de saúde. Prática atual: Os corticosteroides têm recebido atenção mundial como um tratamento potencialmente efetivo para a COVID-19. Esta orientação foi iniciada em 22 de junho de 2020 com a publicação do relatório preliminar do estudo RECOVERY, (1, 2) que agora foi publicado como artigo revisado por pares. Os corticosteroides fazem parte da lista modelo de medicamentos essenciais da Organização Mundial da Saúde (OMS), prontamente disponíveis em todo o mundo a um baixo custo e de considerável interesse para todos os grupos de interessados.

Acesse o documento aqui

COVID 19 Tratamentos Experimentais.

Acesse aqui o documento

Ficha Informativa. Plataforma Clínica Global de COVID-19 para caracterização clínica e gestão de pacientes hospitalizados com suspeita ou confirmação de COVID-19

A Organização Mundial da Saúde (OMS) convida seus Estados Membros, serviços de saúde e outras entidades para contribuírem com a OMS na vigilância de dados clínicos de casos de pacientes hospitalizados com COVID-19, a fim de melhorar o entendimento global sobre a apresentação clínica dessa doença. A análise de dados clínicos padronizados e anônimos do mundo todo é essencial para o desenvolvimento de diretrizes baseadas em evidências para o manejo clínico da COVID-19 e para subsidiar respostas de saúde pública.

Acesse o documento aqui

Síndrome inflamatória multissistêmica em crianças e adolescentes com a doença causada pelo novo coronavírus (COVID-19).

Este é um resumo científico sobre Síndrome inflamatória multissistêmica em crianças e adolescentes com a doença causada pelo novo coronavírus.   

Acesse aqui o documento

Uso de exames de imagem de tórax na COVID-19: guia de aconselhamento rápido. Anexo B da internet. Tabelas de evidências para a tomada de decisão GRADE

Uso de exames de imagem de tórax na COVID-19: guia de aconselhamento rápido Anexo B da internet. Tabelas de evidências para a tomada de decisão GRADE

Acesse o documento aqui

Cuidados iniciais de pessoas com infecção respiratória aguda (IRA) no contexto da doença do coronavírus (COVID-19) em estabelecimentos de saúde: avaliar o risco, isolar, encaminhar.

Este documento oferece recomendações sobre os cuidados iniciais de pessoas com infecção respiratória aguda (IRA) no contexto da doença do coronavírus (COVID-19), em estabelecimentos de saúde, com base no fluxograma do processo de tomada de decisão. 

Acesse aqui o documento

Testes de diagnóstico para SARS-CoV-2. Guia provisória.11 setembro 2020

Este documento fornece orientações provisórias para laboratórios e outras partes interessadas envolvidas no diagnóstico da síndrome respiratória aguda grave coronavírus 2 (SARS-CoV-2). As principais considerações para a coleta de amostras, teste de amplificação de ácido nucleico (NAAT), antígeno (Ag), detecção de anticorpos (Ab) e garantia de qualidade são abordados WHElab@who.int. Alterações da versão anterior: O título desta guia provisória mudou de “Testes de laboratório para COVID-19 em casos humanos suspeitos” para “Testes de diagnóstico para SARS-CoV-2”. Informações adicionais relevantes e um algoritmo de diagnóstico clínico foram adicionados ao documento. Além disso, a guia foi atualizada com novas descobertas da literatura e melhores práticas.

Acesse o documento aqui

Páginas